Contraste:
Tamanho do texto:

Dicas

Cuidados com o câmbio automático.

Cuidados com o câmbio automático.

Voltar

Definitivamente, o brasileiro pegou gosto pelo câmbio automático, e não é para menos: além de diminuir o desgaste físico, pois você não precisará ficar trocando de marchas, esse tipo de tecnologia quebra menos e com algum cuidado chega a ter o consumo de combustível bem próximo ao dos veículos com sistema mecânico.

Apesar de toda comodidade que o câmbio automático traz aos motoristas, é necessário tomar alguns cuidados com seu uso e o maior deles é com os vazamentos de óleo. Grande parte das panes se deve a vazamentos descobertos tardiamente. 

A troca de óleo vai depender do modelo do seu veículo. Alguns manuais recomendam a troca de óleo a cada 40 mil quilômetros ou três anos, em outros modelos a cada 80 mil quilômetros. Consulte o manual e procure realizar este serviço em uma oficina especializada, porque será necessário substituir um kit contendo vedadores e o filtro.

Outro cuidado é com relação a luz de advertência do câmbio automático. Preste bastante atenção nela. Ela fica localizada no painel e quando essa luz acende é sinal que existe um problema sério, que não deve ser menosprezado nem deixado para depois.

Geralmente o câmbio entra em regime de emergência e nesta situação a transmissão funcionará parcialmente. Pare o carro e ligue para seu mecânico ou solicite um guincho para levá-lo até a oficina.

Não espere pelo problema, o ideal é levar o carro até uma oficina especializada para fazer a revisão correta do seu veículo.

Oferecimento: ARTESP – Agência dos Transportes de São Paulo