Contraste:
Tamanho do texto:

Dicas

Quando é necessário trocar as pastilhas e amortecedores.

Quando é necessário trocar as pastilhas e amortecedores.

Voltar

As pastilhas e os amortecedores do carro sofrem um desgaste natural e não possuem um período exato para serem substituídas. Por isso, a cada nova revisão do veículo é preciso fazer a verificação das peças para saber se já está na hora de realizar a troca. Mas também existem outros fatores que podem ser levados em consideração para saber se chegou o momento de fazer a reposição.

A vida útil de uma pastilha varia de acordo com o tipo do automóvel. Em um carro popular modelo 1.0, elas devem durar aproximadamente 30 mil quilômetros, em condições normais.

Porém, o ideal mesmo é que a cada 10 mil quilômetros, na revisão preventiva, seja feita a verificação. Ou se houver qualquer ruído diferente durante a frenagem, também é bom verificar, pois pode ser algum desgaste devido à diferença de temperatura ou até por algum tipo de sujeira que pode impregnar e diminuir a vida útil.

A recomendação é de, ao realizar a troca, substituir as pastilhas e o disco de freio juntos, pois eles trabalham em conjunto. Se for feita a reposição de um sem o outro, uma das peças terá a validade reduzida.

No caso dos amortecedores, a vida útil tem a ver como a pessoa utiliza o veículo. A média geral de troca da peça fica em quatro anos, quando usados dentro do espaço urbano e em condições normais. Se o veículo for muito utilizado em estradas de terra, por exemplo, sua vida útil será reduzida em aproximadamente 15%.

Os indícios de que é necessário fazer a substituição dos amortecedores são as marcas de vazamento e a falta de instabilidade no carro, especialmente quando passa por lombadas.

Se a peça apresentar qualquer anormalidade não vai desempenhar a sua função corretamente e, consequentemente, colocará o veículo e seus ocupantes em risco.

Por este motivo, os fabricantes recomendam que a primeira revisão dos amortecedores aconteça após 40 mil quilômetros e a troca preventiva ocorra depois dos 50 mil quilômetros.

Oferecimento: ARTESP – Agência de Transportes do Estado de São Paulo.