Contraste:
Tamanho do texto:

Dicas

Sintomas de problema com o freio

Sintomas de problema com o freio

Voltar

O primeiro sintoma de que o freio pode estar com problema é pedal duro. Se o pedal de freio do seu carro está duro, saiba que na maioria dos casos o defeito está no hidrovácuo. Essa peça tem a função de amplificar a força que você aplica no pedal para torná-lo mais eficiente.

Quando há falha, o pedal de freio fica duro, pesado. O carro até irá parar, mas você tem que pisar com muita força no pedal e, possivelmente, percorrerá uma distância muito maior até ele parar completamente. Isso acontece quando o sistema hidráulico está com bolhas de ar. Se o problema for esse, substituir o óleo de freio e fazer a correta “sangria” do sistema deve solucionar. Caso contrário, será preciso avaliar melhor o hidrovácuo ou até o cilindro mestre.

Outro sintoma é o pedal cedendo. Na maioria dos casos, quando você está parado, no semáforo por exemplo, com o pé no freio e percebe que o pedal vai cedendo, vai abaixando, enquanto espera o semáforo, há grandes chances de haver um defeito no cilindro mestre. Neste caso, é importante procurar por vazamentos em todo o circuito hidráulico, principalmente nos cilindros das rodas traseiras.

E o terceiro sintoma que também pode ser problema no freio é o nível do óleo baixo. Nos carros mais novos, isto é uma indicação de que as pastilhas estão desgastadas. Se o carro possui mais de 30.000km, é importante checar se não há vazamento nos cilindros de freio das rodas traseiras. Tá certo?

Então, evite transtornos e acidentes. Freio não pode ser deixado para depois. Faça as revisões periódicas no seu veículo e viaja com segurança.